Voltar para página inicial

Segurança alimentar

Contra resistência antimicrobiana, Brasil lidera ações de conscientização e monitoramento

24/11/2023

Contra resistência antimicrobiana, Brasil lidera ações de conscientização e monitoramento

Em meio às ações internacionais promovidas pelos diversos órgãos de saúde humana e animal na Semana Mundial de Conscientização sobre a Resistência Antimicrobiana, a ABPAl tem promovido uma série de ações de educação e conscientização sobre o uso racional de antimicrobianos na produção animal.

 

Uma destas ações ocorreu nesta terça-feira (21/11), em live coordenada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária e Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), juntamente com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e EMBRAPA.

 

O encontro virtual reuniu vários dos mais importantes nomes da pesquisa agropecuária, acadêmica e dos setores público e privado do Brasil, como os pesquisadores João Palermo Neto, da Universidade de São Paulo (USP), e Jalusa Deon Kich  e Everton Krabbe, da Embrapa.  Em pauta estiveram desde o histórico de iniciativas de controle e prevenção até aplicações práticas do uso consciente destes insumos em diversas cadeias produtivas, como aves, suínos, pecuária de leite e animais de estimação.

 

O evento, realizado no Canal da Escola Nacional de Gestão Agropecuária, é uma pequena amostra de como o Brasil está engajado no tema, conforme explica a coordenadora técnica da ABPA, Tabatha Lacerda.   “As ações de conscientização sobre o uso prudente de antimicrobianos são rotina na cadeia produtiva, envolvendo iniciativas que vão desde as orientações de biosseguridade, cursos e eventos a campanhas internas e intrasetoriais.  Mas tão importante quanto a promoção da conscientização é o monitoramento que o Brasil promove, para reforçar a transparência sobre as cautelas adotadas sobre o insumo”, destaca.  As ações envolveram outros eventos, como o seminário “Cenário da Resistência aos Antimicrobianos – AMR no Brasil e seus potenciais impactos mercadológicos e na saúde”, promovido na sede do Ministério da Agricultura e Pecuária, em Brasília (DF).

 

Maior produtor e exportador mundial de proteína animal, o Brasil tem um amplo e profundo trabalho de monitoramento sobre o uso de antimicrobianos, que é comandado pelo Ministério da Agricultura.

 

Este trabalho é feito de forma ativa, passando por conformes no âmbito das fábricas de ração, que contam com legislações específicas sobre procedimentos para fabricação e emprego de produtos voltados para a alimentação animal:   Somente estabelecimentos autorizados pelo ministério podem realizar esta fabricação de produtos com medicamentos na formulação, que devem cumprir etapas como:

 

  • Aprovação do Responsável Técnico pela fábrica de rações;
  • Prescrição veterinária assinada por médico veterinário;
  • Conferência das informações das formulações de rações por equipe treinada, para aprovação e liberação da produção.

Além disso, há uma outra etapa realizada  no âmbito das granja: cada lote conta com uma Ficha de Acompanhamento do Lote cujo objetivo é o registro de diversas informações relevantes sobre os animais alojados, desde sua chegada até o carregamento para abate.

 

O controle segue no transporte dos animais (com a rastreabilidade da produção) e nas indústrias, que fazem a confirmação destes cuidados adotados.  Da granja ao abatedouro, todos estão sujeitos às auditorias de verificação de procedimentos conduzidas constantemente pelo Ministério da Agricultura.

 

Iniciativas – Atuando de forma organizada em relação ao tema, o Brasil conta com diversas iniciativas focadas na promoção constante de ações sobre o uso do antimicrobianos.  Uma delas é a ALIANÇA (hiperlink https://aliancaproteinaanimal.com.br/), da qual a ABPA é parte e apoia diversas ações educativas promovidas pelo consórcio que integra doze entidades da produção animal do Brasil. A ABPA também é parte do Transform, iniciativa do Conselho Mundial da Avicultura (IPC, sigla em inglês), que é uma mobilização internacional das nações produtoras e exportadoras de carne de frango, com compromissos voltados para a mobilização acerca do uso consciente de antimicrobianos.

Pelo serviço oficial também há o PAM-BR Agro br, iniciativa do governo brasileiro que é parte do Plano de Ação Nacional para Prevenção e Controle da Resistência aos Antimicrobianos no Âmbito da Saúde Única.  A ação é coordenada pelo Ministério da Saúde brasileiro, e conta com a participação do Ministério da Agricultura, com diversas ações de monitoramento e vigilância sobre o uso consciente destes insumos.

Sobre a Semana – A Semana Mundial de Conscientização sobre o a Resistência Antimicrobiana foi estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, e é realizada neste ano entre os dias 18 e 24 de novembro.  Veja mais detalhes sobre esta edição da campanha pelo site https://www.who.int/news-room/events/detail/2023/11/18/default-calendar/world-amr-awareness-week-2023

 

 

LEIA TAMBÉM

Lar investe em produção de biodiesel de soja

Meio Ambiente

22/05/2024

Lar investe em produção de biodiesel de soja

A evolução das práticas agroindustriais sustentáveis passa, necessariamente, pela transformação das matrizes energéticas que movem os processos produtivos. É com este espírito […]

Leia mais
Setor avícola do Brasil doa 10 mil quilos de carne de frango para ONU

Desenvolvimento social

27/02/2024

Setor avícola do Brasil doa 10 mil quilos de carne de frango para ONU

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a JBS/Seara realizaram ontem (26) a entrega de uma doação de 10 mil quilos […]

Leia mais
COOPAVEL: Projeto Água Viva recupera nascentes no Brasil e no exterior

Meio Ambiente

27/10/2023

COOPAVEL: Projeto Água Viva recupera nascentes no Brasil e no exterior

A atitude sustentável não se resume à atividade produtiva.  Ela ultrapassa os muros das fábricas e as porteiras das propriedades.  É dentro […]

Leia mais