Voltar para página inicial

Meio Ambiente

Pamplona Alimentos produz composto com resíduos orgânicos

19/10/2023

Pamplona Alimentos produz composto com resíduos orgânicos

A Pamplona Alimentos, empresa especializada no segmento de carne suína, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), idealizou um projeto de transformação de resíduos agroindustriais em fertilizantes, por meio do sistema de compostagem. A partir da iniciativa, é possível tratar aproximadamente 200 toneladas mensais de resíduos orgânicos.

Nesse processo são absorvidos os resíduos dos abatedouros das plantas de Rio do Sul e Presidente Getúlio, assim como da fábrica de ração e das granjas próprias de suínos, todas em Santa Catarina. O tratamento aplicado transforma os materiais recolhidos em um composto orgânico de alta qualidade, livre de contaminação e com alto valor agronômico. Tal resultado permite o registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como fertilizante Classe A, o que amplia a utilização em cultivos orgânicos como hortaliças, frutas e grãos.  Com a iniciativa, a Pamplona reforça seu compromisso de responsabilidade ambiental, e com a sociedade em que está inserida, ainda gera a oportunidade de disponibilizar um fertilizante orgânico sustentável de elevada qualidade que propicia a melhoria das características físicas, químicas e biológicas do solo. Além disso, torna disponível um fertilizante regional fortalecendo também a produção orgânica.

A Unidade de Compostagem fica localizada na cidade de Trombudo Central, estado de Santa Catarina e leva o nome do patriarca da família, Lauro Pamplona. “Como esse também era o sonho do meu pai, que fundou a Pamplona Alimentos ao lado da minha mãe, nós colocamos o nome dele no projeto para prestar essa homenagem. Ficamos felizes em ver que hoje se tornou uma realidade e que já conseguimos reaproveitar 100% dos nossos resíduos industriais orgânicos, sem precisar enviar para aterros sanitários especiais. Nós acreditamos que a empresa precisa produzir e ser sustentável ao mesmo tempo, para que possamos trilhar um futuro melhor para todos”, ressalta Irani Pamplona Peters, Diretora Presidente da Pamplona Alimentos SA.

 

Sistema de compostagem

 O sistema é realizado em um galpão, que é subdividido em quatro células, no qual ocorre a compostagem. Os resíduos são adicionados nas células de compostagem mantendo uma proporção adequada entre os seus diferentes tipos. Uma máquina faz o revolvimento do material obedecendo a uma rotina semanal.

Após os 90 dias, o composto é retirado das canchas e acondicionado nos compartimentos do depósito por mais 60 dias. Após esse período o composto está pronto, permitindo a utilização deste como fertilizante agrícola em solo.

Desde o início do projeto, já foram tratados e reciclados mais de 8.000 toneladas de resíduos orgânicos e produzidos mais de 4.000 toneladas de composto.

O processo de compostagem completo pode ser visto no canal da Epagri no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=DgnGhKaSw8o.

LEIA TAMBÉM

Setor avícola do Brasil doa 10 mil quilos de carne de frango para Argélia

Desenvolvimento social

27/02/2024

Setor avícola do Brasil doa 10 mil quilos de carne de frango para Argélia

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a JBS/Seara realizaram ontem (26) a entrega de uma doação de 10 mil quilos […]

Leia mais
Reutilização de garrafas PET como  enriquecimento ambiental para frango de corte

Bem-estar animal

14/12/2023

Reutilização de garrafas PET como enriquecimento ambiental para frango de corte

A Pif Paf Alimentos tem como base da sua cadeia a proteína de origem animal e, diante disso, preconiza o respeito a […]

Leia mais
Aurora Coop avança no bem-estar animal de suínos e aves

Valores da carne

02/10/2023

Aurora Coop avança no bem-estar animal de suínos e aves

A Cooperativa Central Aurora Alimentos (Aurora Coop) foi uma das primeiras empresas brasileiras a adotar a política de bem-estar animal. Em 2009, […]

Leia mais