Voltar para página inicial

Meio Ambiente

JBS gera energia a partir de metano e reduz em 65% as emissões diretas de CO2 da Friboi

2/10/2023

JBS gera energia a partir de metano e reduz em 65% as emissões diretas de CO2 da Friboi

A JBS, uma das maiores empresas de alimentos do mundo, está instalando biodigestores para dar um novo destino ao metano emitido em suas operações industriais: a produção de biogás, uma energia renovável e limpa. A primeira fase da iniciativa contempla as nove maiores unidades da Friboi e reduzirá em 65% as emissões escopo 1 do negócio, o que representa uma diminuição de 24,6% nas emissões escopo 1 de todas as atividades da JBS no Brasil. Com investimento de R$ 54 milhões, trata-se do maior projeto do tipo na indústria de proteína no País, reduzindo o impacto ambiental do seu processo produtivo.

Os biodigestores vão capturar o gás metano emitido pelas operações da companhia e transformá-los em biogás, um combustível limpo que vem ganhando espaço no contexto da transição energética global para uma matriz de baixo carbono. Seguindo os princípios da economia circular, o biogás poderá ser utilizado em três frentes: para a geração de vapor nas caldeiras das unidades, substituindo a biomassa; como fonte para geração de energia elétrica; e como combustível para frota da transportadora da JBS em substituição ao diesel ou em sistema hibrido. Essas aplicações pemitem reduzir as emissões do escopo 1 (diretas) e escopo 2 (referente ao uso de eletricidade).

Neste primeiro momento, o projeto será implementado até meados junho de 2023 em nove fábricas da Friboi nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Rondônia. As unidades de Andradina (SP), que já contava com um sistema de biodigestor desde 2021, Campo Grande I (MS), Lins (SP), Mozarlândia (GO) e Ituiutaba (MG) já tiveram as suas obras concluídas. As demais estão em fase final de implantação.

“Em linha com as ações de economia circular, os biodigestores vão reduzir as nossas emissões de metano e iniciar a produção de uma energia limpa e renovável. Esse projeto reforça a nossa visão de que o agronegócio faz parte da solução para endereçar os desafios da mudança climática que o mundo enfrenta”, afirma o diretor corporativo de Sustentabilidade da JBS Brasil, Maurício Bauer. Atualmente, quase 90% da matriz elétrica da Companhia no País já é oriunda de fontes renováveis de energia.

O investimento em projetos de biogás no Brasil vai ao encontro do compromisso da JBS em se tornar Net Zero até 2040, ou seja, zerar o balanço líquido das emissões de gases causadores de efeito estufa em toda sua cadeia de valor, reduzindo as emissões diretas e indiretas e compensando toda a emissão residual. Globalmente, a JBS já trabalha na captura do metano nas suas operações há décadas.

Atualmente, 14 fábricas nos Estados Unidos e no Canadá já possuem sistemas de biodigestores, produzindo 190 mil m³/d de biogás. Essa energia limpa abastece caldeiras e é utilizada na produção de eletricidade nas unidades da Companhia, além de ser vendida para empresas de gás. Os projetos em operação nos EUA e Canadá reduziram em 20% a demanda externa de gás natural, um combustível fóssil, e fez com que a JBS deixasse de emitir 650 mil toneladas por ano de gases de efeito estufa.

Na América do Norte, a Companhia pretende expandir os projetos de produção de biogás nos dois países e tem planos para realizar novos investimentos nesta frente no México. Além disso, em parceria com a empresa Energy360, a JBS está investindo em projetos de biogás Austrália, com potencial de eliminar a emissão de 60 mil toneladas de CO2 e economizar AUS$ 2 milhões por ano nas despesas com gás natural.

“Os nossos investimentos em biogás são uma clara demonstração da nossa ambição de sermos um agente de transformação para uma economia de baixo carbono, em linha com o nosso compromisso Net Zero”, destaca Bauer.

Biogás no Brasil

A captura de metano nas nove unidades da Friboi permitirá a produção de aproximadamente 80 mil metros cúbicos por dia (m³/d) de biogás. Esse volume é suficiente para fornecer gás natural para mais de 190 mil famílias com um consumo médio de mensal de 11,7 m³/mês (dados de 2021 do consumo de gás residencial no estado de São Paulo). Também pode abastecer 31 mil carros a gás natural veicular (GNV) que rodam em torno de mil quilômetros por mês ou 300 caminhões a GNV que percorram o equivalente a 100 mil quilômetros por dia.

Além do uso nas operações da JBS, o biogás também poderá ser comercializado para terceiros, como as distribuidoras estaduais de gás canalizado ou indústrias que desejam fabricar produtos a partir do gás natural de forma mais sustentável. Uma outra possibilidade é a conversão do energético em biometano para o uso como combustível em veículos movidos a GNV. Uma terceira alternativa em avaliação é o uso do biogás como fonte para projetos de geração distribuída de energia elétrica para abastecimento de instalações do Grupo.

Com essa nova frente, a JBS amplia os seus esforços para reduzir o impacto das emissões de metano em seus negócios. Outra iniciativa nesta linha é a parceria com o Instituto de Zootecnia da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo para o desenvolvimento de aditivos alimentares para a cadeia bovina.

LEIA TAMBÉM

Contra resistência antimicrobiana, Brasil lidera ações de conscientização e monitoramento

Segurança alimentar

24/11/2023

Contra resistência antimicrobiana, Brasil lidera ações de conscientização e monitoramento

Em meio às ações internacionais promovidas pelos diversos órgãos de saúde humana e animal na Semana Mundial de Conscientização sobre a Resistência […]

Leia mais
Programa da Máster identifica soluções ambientais

Meio Ambiente

01/11/2023

Programa da Máster identifica soluções ambientais

Sustentabilidade também é otimização de recursos, incluindo o combate a desperdícios e aprimoramento da gestão produtiva.  É com este foco que a […]

Leia mais
BRF certifica 100% de suas unidades de abate em bem-estar animal no Brasil

Bem-estar animal

30/10/2023

BRF certifica 100% de suas unidades de abate em bem-estar animal no Brasil

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, obteve 100% de certificação de bem-estar animal em todas as unidades de […]

Leia mais